Artigo

Matéria

Campinas Metrópole, julho/agosto de 2001

O DESAFIO DA RECICLAGEM NO BRASIL

No Brasil, resíduos são depositados no solo e a qualidade da operação pode caracterizar um aterro controlado ou um “lixão”. Em qualquer situação, o impacto ambiental ocorre. A incineração para a geração de energia também causa impacto no ambiente. A reciclagem dos resíduos sólidos domésticos é um processo em evolução, que complementa o serviço de coleta seletiva. Nas regiões metropolitanas, a quantidade de resíduos gerados é enorme e os locais para a sua deposição são escassos. Na Grande São Paulo e Campinas, a gestão dos resíduos sólidos domésticos é mais complexa: o mercado de compostos orgânicos é incipiente, a reciclagem é insuficiente, a incineração é prejudicial ao ambiente e à saúde humana. O Consórcio ECOCAMP contratou uma pesquisa, na qual os campineiros manifestam sua disposição em contribuir para a separação do lixo doméstico. “Este resultado foi decisivo para que o Consórcio concordasse em alterar aspectos do contrato, relativos à coleta em dias alternados dos resíduos para reciclagem. A gente apoia a coleta seletiva defendida pelo COMDEMA”, enfatiza o engenheiro Maurício Sturlini Bisordi. Mesmo o interesse da população em separar material para reciclagem, que o COMDEMA tem denominado de seco e limpo, uma campanha de comunicação social tem importância fundamental para o sucesso do programa de coleta seletiva. “Um grande problema que se constatou em outras iniciativas de coleta seletiva foi a falta de um boa coordenação deste processo. Os munícipes separavam os resíduos e a Prefeitura depositava os resíduos no aterro sanitário. Neste sentido, a coleta seletiva deve ser gradual, crescente, irreversível”, recomenda o engenheiro Maurício. O processo deve envolver a comunidade que gera e separa o resíduo, empresa coletora, grupos que comercializam o material e as indústrias de reciclagem. “O compromisso do Consórcio com a administração municipal é informar a comunidade sobre o programa de coleta seletiva, com as diretrizes definidas pela Prefeitura e participação do COMDEMA”, entende o engenheiro Maurício. A reciclagem é um processo industrial que contribui para economizar energia e recursos naturais. O COMDEMA defende a coleta seletiva, como um instrumento indispensável para ampliar a reciclagem dos resíduos domésticos no município. A proposta do Conselho é que se formem as cooperativas em várias regiões da cidade, para separar os resíduos e comercializar no mercado de reciclagem. O engenheiro Maurício, representante do Consórcio ECOCAMP, conclui afirmando que “a proposta do COMDEMA é bastante interessante e apropriada, na medida em que muitas empresas de reciclagem buscam os resíduos em lugares distantes, porque em Campinas não há regularidade no fornecimento destas matérias primas”.

<< voltar

[ home | empresa | projetos | treinamento | comunicação | pedidos ]
EcoSigma®
EcoSigma – Soluções Integradas em Gestão de Meio Ambiente Ltda.